Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Desviar o olhar do objectivo inicial

por Carlos Neves, em 05.11.23

20231105_105648.jpg

Na edição 41 da Revista Vaca pinta, Xabier Iraola Arrigezabala escreve um artigo de opinião que todos os agricultores e responsáveis cooperativos e associativos deviam ler e meditar, para melhorar, sem receio de que seja uma “boca” dirigida a si ou um texto de alguém com ambição de ocupar algum cargo em Portugal. Vou partilhar aqui um resumo. O texto completo e original de “Desviar la mirada” está disponível online na “portada” da Vaca Pinta.

Xabier diz-nos: “Li com espanto o relatório sobre as perspetivas do efetivo pecuário para 2031, elaborado pelo Conselho das Câmaras de Agricultura de França, que prevê uma diminuição assustadora do número de bovinos. Segundo o relatório, o efetivo de vacas em aleitamento (…) vai reduzir 33% e o rebanho leiteiro 22%.
(…) Haverá quem pense que a queda do número de cabeças será compensada pelo melhoramento genético. Na minha opinião, até eles sabem que nem o melhoramento genético, que é necessário, compensará o desaparecimento das explorações agrícolas nem a redução drástica do efetivo pecuário.
Receio, no entanto, que os responsáveis pelas estruturas cooperativas, comerciais e industriais, em vez de se preocuparem com o futuro dos criadores de gado, estejam, de facto, alarmados com o seu próprio futuro.” (…)
Xabier considera que a situação em Espanha é igual, tendo em conta o envelhecimento do setor agrícola. E eu acrescento que Portugal está igual ou pior. Continua Xabier: “O alarme está a soar nos gabinetes de algumas destas estruturas e algumas consideram, como as grandes empresas alimentares, que, para manter as suas instalações de produção no máximo rendimento e o seu pessoal intacto, devem descer ao campo, comprar explorações agrícolas e/ou estábulos e contratar mão de obra, o mais barato possível, a fim de obterem as matérias-primas com que podem manter a sua estrutura e os seus compromissos comerciais com os seus clientes e, em particular, com as grandes cadeias de distribuição.
Neste momento, mais do que um de vós pode perguntar-se por que razão chegámos a este ponto em que temos uma rede agroalimentar cooperativa, comercial e industrial que funciona, enquanto a rede produtiva constituída por milhares de agricultores e criadores de gado que fornecem as cooperativas, as empresas comerciais e industriais está a diminuir gradualmente, mas sem parar, e, o que é pior, ninguém consegue ver uma saída para a situação.

A razão para tal, na minha modesta opinião, (…) é que os objetivos fundadores de muitas estruturas, de criar valor acrescentado para o produto e, assim, transmiti-lo aos produtores que dão sentido à cadeia, passaram para segundo plano e, por isso, atualmente, o que prevalece são os interesses e as prioridades dos funcionários e dos gestores destas estruturas e não os interesses dos criadores de gado, os compromissos com os clientes prevalecem sobre os compromissos com os fornecedores que são os seus agricultores, a saúde financeira das estruturas prevalece sobre a microeconomia das explorações e a manutenção do pessoal das estruturas prevalece, mesmo que seja à custa da redução drástica do sector pecuário.
Em suma, o que está a acontecer é porque desviámos o olhar do objetivo inicial e porque, ano após ano, ignorámos o produtor. É tempo de olhar os agricultores nos olhos."

https://vacapinta.com/es/opinion/desviar-la-mirada.html

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:01



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2022
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2021
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2020
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2019
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D